Encontrar investidores para as PME? Tornou-se mais fácil e digital.

07/05/2018

Encontrar investidores para as PME? Tornou-se mais fácil e digital.

Evento Capitalizer

A grande maioria das empresas portuguesas precisam de se capitalizar. Este é o ponto de partida para um crescimento e desenvolvimento cada vez mais forte da economia, que exige investimento empresarial privado.

A atividade empresarial necessita de condições de enquadramento e de funcionamento adequadas às suas reais necessidades, com particular destaque para as que condicionam a dinâmica de criação de riqueza e emprego. As condições de financiamento ao setor produtivo inserem-se neste âmbito, por influenciarem o investimento, a acumulação de capital e o progresso tecnológico a médio e longo prazo.

Sabemos também que as empresas portuguesas, evidenciam estruturas financeiras desequilibradas, com níveis de capitalização muito baixos e inferiores às empresas dos nossos parceiros europeus, sendo que esta insuficiência de capitais próprios representa, atualmente, um enorme obstáculo no acesso ao financiamento bancário.

Com isto em mente, o Banco BiG lançou uma solução digital Capitalizer para pequenas e médias empresas (PMEs) que queiram capitalizar-se através de parceiros e investidores à procura de novos projetos.

O que é o Capitalizer?

O lançamento deste novo produto "apresenta-se como um serviço que democratiza o acesso por parte das PMEs aos serviços tradicionais de assessoria financeira prestados pela banca de investimento", sublinha o banco em comunicado.

Nesta fase inicial o Capitalizer conta com "15 parceiros/investidores profissionais, incluindo vários dos principais operadores ibéricos de capital de risco focados no segmento mid market e que detém mais de 4 mil milhões de euros em activos sob gestão", adianta o BiG.

Como funciona?

A ideia é simples: as empresas registam-se no site, apresentam o seu projeto e aguardam manifestações de interesse por parte de investidores. Durante este processo não é identificado o nome da empresa. Caso surja um match a relação entre as duas partes será regida por um regime de confidencialidade que poderá, ou não, conduzir a um acordo.

Tudo é online. No lado dos investidores estarão vários operadores de private equitycorporate investorsfamily offices e fundações à procura de novas oportunidades de negócio.

A quem se destina?

O Capitalizer “faz a ponte entre os investidores profissionais na União Europeia, que muitas vezes têm dificuldades em encontrar empresas para investir, e as PME”, explicou o administrador do banco Mário Bolota, numa apresentação do produto aos jornalistas.

O BiG olhou para o mercado a nível ibérico e concluiu que os operadores de capital de risco movimentam, em média, 286 milhões de euros por ano em operações com dimensão entre 500 mil e cinco milhões de euros. É para este segmento de mercado que o BiG aponta e para as PME (não as micro empresas), que em Portugal representam 45,4% do VAB (valor acrescentado bruto) da economia e 35% em Espanha.

Mas nem todas as PME podem ter acesso: o Capitalizer é destinado a pequenas e médias empresas “com um histórico de atividade relevante, que apresentem um resultado operacional superior a 300 mil euros e resultados líquidos positivos”, explica a instituição liderada por Carlos Rodrigues num comunicado distribuído aos jornalistas.

Apresentação Capitalizer

A F. Iniciativas organiza, em conjunto com o BiG - Banco de Investimento Global, duas sessões informativas subordinadas ao tema "Investir no Crescimento".

Neste evento serão apresentadas as modalidades de capitalização disponíveis, o processo de implementação de uma parceria de capital, bem como uma nova solução Capitalizer que permite às PME encontrar parceiros de capital para suportar planos de crescimento e internacionalização, fases de sucessão e apoiar o seu desenvolvimento estratégico.

Inscrições gratuitas: http://bit.ly/Capitalizer

14 de Maio, Porto | 18 de Junho, Lisboa

CATEGORíA: